Ações PCH Moinho

A Pequena Central Hidrelétrica Moinho se encontra no rio Bernardo José, na região nordeste do estado de Rio Grande do Sul, no município de Barracão. A mesma desenvolve diversos programas ambientais na fase de operação da usina, além de atender a 138 condicionantes ambientais da Licença de Operação n° 01234 / 2018, emitida pela FEPAM/RS. Entre as ações ambientais desenvolvidas na PCH Moinho, destacam-se:


- Programa de Gestão Ambiental: Este programa contempla serviços de fiscalização e monitoramento contínuo das atividades para o atendimento dos requisitos legais de licenciamento ambiental da PCH Moinho, procurando manter a integridade ambiental do empreendimento e todas as suas áreas.

            - Fiscalização das margens do Reservatório e Cercamento;

            - Gestão de Resíduos Sólidos;

            - Programa de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD);

            - Controle de Processos Erosivos.

 

- Monitoramento da Sucessão Florestal em Áreas de Preservação Permanente: A sucessão ecológica pode ser definida como o conjunto de transformações que ocorrem na composição e na estrutura de uma vegetação ao longo do tempo. Na PCH Moinho vem sendo monitoradas três áreas por meio de parcelas fixas, sendo acompanhados os parâmetros de desenvolvimento das florestas onde as mesmas estão inseridas.


- Programa de Educação Ambiental: As atividades realizadas têm o intuito de trabalhar, com alunos e educadores das escolas selecionadas nas campanhas, a sensibilização para questões relacionadas ao meio ambiente e levar informação para a população da área de influência da PCH.


- Programa de Monitoramento Limnológico e da Qualidade das Águas: Durante as atividades de campo são tiradas amostras de diferentes locais sobre influência deste empreendimento, a fim de monitorar temporal e espacialmente as variáveis físicas, químicas e biológicas da qualidade da água.


- Programas de Monitoramento da Fauna Terrestre e da Ictiofauna: A execução do monitoramento da fauna visa identificar quais espécies compõe a biota local, sua distribuição na área do empreendimento e possíveis interferências da obra. A execução do monitoramento da ictiofauna visa acompanhar a dinâmica das populações de peixes ao longo da operação da PCH.